Ratos e Homens, John Steinbeck

0
«Ratos e Homens» é publicado em Portugal pela Livros no Brasil.

Ratos e Homens entra na galeria dos obrigatórios. Toda a mestria de Steinbeck, numa curta novela.

É daqueles livros que se lê num ápice, tal a forma vibrante com que a escrita salta, numa clara identificação com a vida das personagens e as suas agonias. Passada na Grande Depressão americana, a história aprofunda a busca de dois indivíduos por trabalho e um sonho de ter um pedaço de terra.

George é o cérebro da dupla, até porque Lennie, o seu amigo, é considerado incapaz. Estes dois homens, sem grande educação, são inseparáveis e muito unidos. O objectivo é ir ganhando dinheiro, de ofício em ofício, até haver o suficiente para uma pequena propriedade, onde possam criar coelhos e assentar.

Enquanto George é visto como cuidador, Lennie é um homem forte, mas sem grande noção da força — vai adoptando pequenos animais que acidentalmente aperta e mata. Até que um dia, num diálogo com uma mulher, se enfurece com as suas provocações e provoca-lhe uma morte rápida e silenciosa.

Com a leitura de fundo de Ratos e Homens, percebemos que a história é muito mais do que a construção e ruir do sonho americano. John Steinbeck esconde outros sentimentos, como a solidão, o companheirismo e o sacrifício do trabalho, numa época de grande opressão dos patrões aos funcionários, ainda com muitas memórias herdadas dos tempos da escravidão. Um livro sobre a impotência dos homens que antes eram livres e se tornam servos, mendigando país fora, numa perda de dignidade e de condições.

Artigo anteriorO vídeo de sexo no comboio e a turba moralista de pacotilha
Próximo artigoCarolina Beatriz Ângelo – A primeira mulher a votar
Avatar
Rodrigo Ferrão nasceu em 1983, é natural do Porto e frequentou o curso de Direito, mas virou a página e foi livreiro alguns anos. Rodeado de livros, dedicou-se à discussão literária através do mundo digital. Não totalmente realizado com o debate, decidiu escrever a sua própria poesia, seguindo-se de outras grafias. Gosta de ler, passear no campo e na cidade, escrever e viajar – não perde uma oportunidade para contar aquilo que vê. Sonha um dia largar o trabalho e ir por aí, divagando como pensa.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Existe moderação de comentários. Os comentários anónimos ou de identificação confusa não serão aprovados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.