BEAST, o Festival Internacional de Cinema de Leste volta ao Porto

0

Inicia-se no próximo fim-de-semana, na Cidade do Porto, a 3.ª edição do BEAST Festival Internacional de Cinema (BEAST IFF), um evento que levará à Cidade Invicta, de 28 de Setembro a 6 de Outubro, o melhor do cinema da Europa de Leste, com especial destaque para o país em foco nesta terceira edição, a Lituânia.

São 21 países do Leste Europeu, dessa enorme diversidade geográfica que vai do Báltico aos Balcãs, e do Adriático aos Urais, que estão representados no festival, mas o grande destaque vai para o cinema lituano, que sucede à Polónia, e a Ucrânia, os focos das anteriores edições.

É a nova geração que se apresenta no BEAST IFF, com “Sobreviventes de Verão”, da jovem realizadora Marija Kavtaradzé a ter honra de abrir o festival, no dia 28, às 21 horas, no Cinema Trindade.

O Trindade é o principal palco do festival, no que toca à exibição de filmes, mas o festival estende-se também por outras salas, como a Casa das Artes e o Cinema Passos Manuel.

Entre filmes a concurso na competição oficial, homenagens, e programas especiais, são mais de 90 filmes em exibição, numa festa que traz ao nosso país um conjunto considerável de estreias, de uma cinematografia que tem pouca visibilidade entre nós.

Destacam-se o tributo a Jonas Mekas, o padrinho do cinema avant-gard norte-americano, que nasceu na Lituânia em 1922 e que emigrou para os Estados Unidos depois da II Guerra Mundial. Também em destaque, está Arunas Matelis, que regressa ao BEAST IFF, com o seu primeiro filme em 12 anos, “Maravilhosos Perdedores: Um Mundo Diferente”, um documentário sobre os bastidores do Giro de Itália, que foi a escolha oficial da Lituânia para os óscares de 2018.

Também a merecer atenção a retrospectiva “Lithuanian Heritage”, a selecção de filmes escolhida pelo festival convidado (Baltic Wave Film Festival), e ainda o V4 Novos Talentos, que nos apresenta filmes dos 4 países representados no Visegrad Film Hub: Rep. Checa, Eslováquia, Hungria e Polónia.

Por falar em Polónia, a organização destaca “Polish Ghosts: Polish Cinema for Beginners”, uma mostra gratuita de filmes polacos, com direito a apresentação especial no Cinema Trindade.

Também de entrada gratuita são as sessões do Socialist Cinegeography Africa-East Europe que terão lugar na Casa das Artes. Este ciclo pretende apresentar e explorar as ligações geopolíticas e culturais que se estabeleceram entre os países do bloco socialista e as novas nações africanas que foram ganhando a independência entre os anos 50 e os anos 70. Entre os diversos filmes, serão abordadas as visitas de Tito a África, a independência angolana ou o apoio soviético aos seus novos aliados, entre outras temáticas. Todos os filmes serão seguidos de debate e conversa com o público.

Curtas, programação infantil (BEAST KIDS), documentários, o ciclo dedicado aos portugueses no estrangeiro, ficção e retrospectiva, há tanto na programação paralela do festival, mas convém manter o foco na competição oficial, com as três categorias que prometem trazer muito e bom cinema à cidade do Porto.

Sobre a competição oficial, começamos pelo East Wave que nos apresenta filmes de curta e média duração, e uma oportunidade de conhecer a primeira obra dos promissores realizadores da Europa Leste. Para os amantes dos documentários o East Doc é imperdível, mas os cinéfilos mais emperdenidos não vão querer perder o experimentalEAST, categoria que convida os realizadores que contornam as regras mais básicas do audiovisual, apresentando obras que transgridem os cânones da sétima arte.

Mas o festival trás ao Porto muito mais que cinema, estabelecendo pontes entre as culturas contemporânea da Europa de Leste e Portugal, com um extenso programa de atividades paralelas, que incluem exposições, workshops, concertos, festas, masterclasses, debates, oficinas e eventos cinematográficos.

Uma semana em cheio que se espalha por palcos tão diversos como a OKNA, o Museu Nacional Soares dos Reis, o Café Candelabro, a Biblioteca Municipal Almeida Garrett, o Espaço Espiga e a Cooperativa Árvore, entre outros.

Mas, para não se perder, o melhor é consultar o programa oficial.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Os comentários anónimos ou de identificação confusa são apagados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.