Era uma vez um Unicórnio, o mundo de Beatrice Blue

0
 

Tenho em casa o livro de Beatrice Blue, génio que ilustra e escreve Era uma vez um Unicórnio, publicado pela Minotauro. Da contracapa retiro o seguinte: Tudo aconteceu numa floresta encantada, quando uma menina chamada Carlota descobriu uns pequenos cavalos a tentar voar e reparou que um deles não saía do chão. Ele estava muito triste, mas a Carlota encontrou uma maneira mesmo doce de fazer o seu amigo feliz. O que terá sido?

A história tem uma mensagem simples: acreditar que a magia / o poder de mudar as coisas está dentro de nós. Carlota entra numa floresta encantada, onde pequenos cavalos aprendem a voar, mas há um que tem dificuldade e não consegue. Tentam várias formas e nada parece resultar. Até que um cone de gelado tudo muda!

A partir daí o primeiro Unicórnio nasce. O momento de transformação dá-se porque a amizade persiste, não desiste e tudo faz acontecer.

Um livro para crianças até aos 6 anos, de ilustrações ricas, variados elementos mágicos e figuras carregadas de ternura. Serve sobretudo para os pais explicarem o valor da ligação ao próximo, a solidariedade e persistência, seguindo o princípio “a união faz a força”. Reforça a crença de procurar a energia certa para ultrapassar os obstáculos.

Ilustração tirada do perfil de Beatrice: https://www.behance.net/b_blue
Artigo anteriorTwitter: o Clube de Combate
Próximo artigoDownton Abbey: um especial de Natal em forma de filme
Avatar
Rodrigo Ferrão nasceu em 1983, é natural do Porto e frequentou o curso de Direito, mas virou a página e foi livreiro alguns anos. Rodeado de livros, dedicou-se à discussão literária através do mundo digital. Não totalmente realizado com o debate, decidiu escrever a sua própria poesia, seguindo-se de outras grafias. Gosta de ler, passear no campo e na cidade, escrever e viajar – não perde uma oportunidade para contar aquilo que vê. Sonha um dia largar o trabalho e ir por aí, divagando como pensa.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Os comentários anónimos ou de identificação confusa são apagados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.