Um ano de Capital Magazine!

0
Imagem de Isabel Santiago

Ufa, já passou um ano.

Queríamos gerar discussão sobre temas importantes como a paridade, direitos e liberdades das mulheres, representação das mulheres na política e participação nas empresas, discriminações ainda existentes, violência doméstica e violência sexual. Ou, dizia Samantha Powers na Aula Magna há uns meses, sobre ‘O assunto’. E, além de gerar discussão, também informar, alertar e tomar posição. Sem pretendermos ser modestos, é o que temos conseguido.

Queríamos ser um magazine aberto e atento ao mundo, com a política, as artes, os vai-vem dos acontecimentos internacionais, a vida quotidiana, as festas. E lá vamos respondendo.

Queríamos ter um grupo de autores que pensassem bem e pela própria cabeça, sem ortodoxias. Gente que escreve com apuro e oferece textos agradáveis de ler – que ser maçado pela vida com produtos sensaborões só se aceita longe da Capital Magazine. Escritores e opinadores que se informam, fundamentam as suas posições, apresentam mais textos, estudos, pesquisa, análises, factos para melhor esclarecer as e os leitor@s.

Ah, e quem nos lê! São os nossos amigos virtuais, que nos recebem, partilham, comentam, elogiam (ou, também, protestam). Mais mulheres que homens (ou não fossem os temas centrais particularmente do interesse de mulheres), mas também homens decentes que são nossos aliados de causa – e que gostam de livros, política, cinema, fotografia e todas as coisas boas que vos tentamos trazer.

É para continuar – a escrita e, do vosso lado (esperamos), a leitura e as partilhas. O facebook tem sido nosso amigo, mas os nossos leitores são os agentes muito especiais dessa amizade.

Pela nossa parte continuaremos a fazer por vos trazer textos sólidos e de boa leitura. Da vossa parte, continuem a ler, tragam amigos, interajam, que nós gostamos muito da vossa companhia.

Obrigad@s!

Fiquem com este vídeo filmado mesmo no fim da noite da festa de apresentação da Capital Magazine. Filmado pela nossa maga da imagem, a Isabel Santiago. Com a Maria João Marques.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Os comentários anónimos ou de identificação confusa são apagados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.