Asterios Polyp, de David Mazzucchelli

0
Asterios Polyp is David Mazzucchelli’s masterpiece: a great American graphic novel

Vencedora de inúmeros prémios na categoria, incluindo 3 Eisner Awards, Asterios Polyp é uma bd extraordinária. David Mazzucchelli escreve e desenha, com uma mestria invejável, uma história centrada na dualidade das coisas. O certo e o errado, moral e imoral, o belo e feio – temas de um ensaio bastante profundo, filosófico e eloquente.

Com um grafismo formidável, os olhos acompanham as mensagens sublimares do desenho, permanecendo nos textos densos. Por toda a parte estão escondidos pormenores deliciosos, num livro carregado de cores (escolhidas a dedo), que retratam diferentes fases e emoções na vida da personagem.

Asterios Polyp é um professor e arquitecto. Nunca conseguiu ver um esboço seu transformar-se numa estrutura física. Fugido de um incêndio que lavra no edifício onde vive, em Nova Iorque, resolve deixar tudo para trás. Vai trabalhar como mecânico numa cidade pequena do coração da América, e instala-se na casa do patrão.

Ao seu passado regressa em pensamento, retratando um casamento que deixou de fazer sentido, os seus medos e inseguranças, muitos sonhos alegóricos e o irmão gémeo que perdeu à nascença, Ignazio, que narra alguns aspectos da sua personalidade. 

Uma história que vale cada momento, uma experiência única. Mazzucchelli, um colaborador da Marvel Comics, participa activamente com Frank Miller em Batman: Year One e ainda Daredevil: Born Again.

Artigo anteriorAssédio nas redes sociais (e não são as flores e os corações
Próximo artigoO futuro da direita é masculino?
Avatar
Rodrigo Ferrão nasceu em 1983, é natural do Porto e frequentou o curso de Direito, mas virou a página e foi livreiro alguns anos. Rodeado de livros, dedicou-se à discussão literária através do mundo digital. Não totalmente realizado com o debate, decidiu escrever a sua própria poesia, seguindo-se de outras grafias. Gosta de ler, passear no campo e na cidade, escrever e viajar – não perde uma oportunidade para contar aquilo que vê. Sonha um dia largar o trabalho e ir por aí, divagando como pensa.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Os comentários anónimos ou de identificação confusa são apagados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.