Benamôr, hidratação vintage

0
Imagem cortesia da Benamôr

Uma marca de cremes portuguesa já é raro. Uma marca de cremes de beleza com o conceito e a longevidade da Benamôr é um caso único. Com uma loja própria, no novo Campo das Cebolas, tem agora um pilar bem assente na sua história e na contemporaneidade.

Ao entrar na Perfumes & Companhia, em Oeiras, quis experimentar e comprar um creme de mãos uma vez que as minhas começam a apresentar sinais da idade. Mesmo não sendo target da marca (por vários motivos: idade, sexo, entre outros) apresentaram-me o creme de mãos hidratante Jacarandá da Benamôr (€5.90). Gostei. Costumo usar o Crème Nourissante da Sephora e fiquei satisfeito com a alternativa. Menos cosmética e mais rica na experiência. Gostei ainda mais do facto de ser uma marca portuguesa e enfiada numa bela embalagem Art Deco. Um perfume inconfundível, que emerge das icónicas flores das mais famosas árvores lisboetas é o remate para fazer a aquisição.

IMG_1010.TIF

Benamôr é a marca mais querida da fábrica Nally, um dos principais produtores de cosméticos em Portugal. As criações Benamôr são manufaturadas na fábrica e elaboradas no seu laboratório, utilizando ingredientes de cosmética clássicos e de grande qualidade, alguns desde 1925. Um século depois, a Benamôr renasce e reinventa-se com as suas fantásticas receitas de beleza, que lhe valeram a preferência da Rainha Dona Amélia.

A Capital Magazine perguntou a Margarida Aires, a diretora de marketing, qual o posicionamento da marca nos dias de hoje. “Os nossos produtos são preparados à base de ingredientes naturais e procuramos criar produtos inovadores, em linha com as tendências do mundo da cosmética. Apesar da forte componente histórica, que queremos continuar a divulgar e que faz parte do nosso ADN, não vemos a vertente vintage como obsessão nem como objetivo, exatamente por termos uma marca moderna e atual.”

E também perguntámos como surgiu a ideia para a loja no Campo das Cebolas. “Abrir uma loja própria era um passo que fazia sentido dar e que ambicionávamos. Sabíamos que queríamos fazê-lo na Baixa Lisboeta, local onde em tempos a perfumaria Benamôr funcionou. Na altura em que tomámos esta decisão, o Campo das Cebolas ainda não estava renovado mas sabia-se que faltaria pouco para este passo ser dado e que se tornaria num local trendy e com imenso movimento. Como tal, fazia todo o sentido abrir ali, um espaço diferente, inovador e que fugia ao lugar-comum.”

A Benamôr está à venda na loja do Campo das Cebolas, em Lisboa, e em lojas Perfumes & Companhia, El Corte Inglés, A Vida Portuguesa e em algumas farmácias.

Imagens cortesia da Benamôr.

Artigo anteriorOs benefícios da chick lit
Próximo artigoDepois não se queixem
Avatar
Depois da licenciatura em Ciências da Comunicação, seguiu para Londres à procura de mais jornalismo. Tirou uma pós-graduação em Fashion and Lifestyle Journalism no London College of Fashion, University of the Arts London e, ao mesmo tempo, colaborava com as revistas LuxDECO, Lux e Única do Expresso. Tirou tempo para se dedicar ao desporto e voltou no site Rua de Baixo e agora na Capital Magazine.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Os comentários anónimos ou de identificação confusa são apagados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.