Fazer bebés não custa

0

Fotografia da Isabel Santiago Henriques

Como é evidente, o que custa é criá-los. Por várias razões:

  1. Porque a média dos salários é baixa e a carga fiscal é alta. Já é difícil que chegue aguentar salários de mil euros até ao final do mês sem filhos.
  2. Porque não há creches suficientes e as que existem são muito caras. As IPSS raramente têm vagas e fazem com que um casal com rendimentos pouco acima da mediania vá automaticamente parar ao escalão máximo, o que lhe garante uma renda mensal de mais de 400 euros só para ter onde deixar a criança durante o dia.
  3. Porque as cidades não facilitam a mobilidade. Os transportes não são excelentes (nalguns casos nem existem), as vias de comunicação estão entupidas a cada instante.
  4. Porque os horários de trabalho não são pensados em função da organização familiar.
  5. Porque existe uma política cultural nas empresas que diz que o trabalho vem sempre primeiro.
  6. Porque os homens não são encorajados a participar na vida familiar – o que, na prática, os discrimina tanto como as mulheres.

Isto é bom para início de discussão. Temo, porém, é que estejamos mais uma vez em início de discussão e que esta, como as outras, acabe por não chegar a lado nenhum.

Artigo anteriorA culpa? Que morra sozinha.
Próximo artigoPodem chamar-me princesa que eu deixo
Avatar
32 anos, casado, pai de uma filha. Advogado e ex-assessor no XIX Governo. Colaborei, enquanto jurista, na redacção do livro “O Inimigo em Casa – Dar Voz aos Silêncios da Violência Doméstica” e escrevi o artigo “A Liberdade não está a passar por aqui” para o livro “Troika Ano II – Uma visão de 66 cidadãos”. Escrevo no Observador sobre o sistema político e a justiça.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Existe moderação de comentários. Os comentários anónimos ou de identificação confusa não serão aprovados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.