Hão de voltar para o ano

0

Deviam ser umas 11 e pouco da manhã quando a camioneta parou a alguns metros da entrada principal da feira.

Era véspera do último dia em que o certame estaria aberto ao público e saíram apressadas – a pressa que a idade consente – apoiadas umas nas outras talvez por precaução.

Longe da rotina que se imagina no Lar da Stª Casa da Misericórdia de Ferreira do Alentejo, espalharam logo ali a alegria juvenil de quem sabe que se aproximam umas horas animadas.

Levavam chapéus iguais, sorriso fácil, óculos parecidos, sapatos confortáveis, idades próximas. Iam visitar a 35ª edição da Ovibeja, eram quase só mulheres e hão de voltar para o ano.

Eu, quem sabe, talvez volte a estar ali por acaso e talvez as volte a encontrar.
Elas hão de voltar a sorrir e eu hei de voltar a fotografa-las.

Artigo anteriorLa Manada e lições sobre crimes sexuais
Próximo artigoDepois das cinzas
Avatar
Isabel Santiago nasceu em Aveiro em 1960 onde estudou até terminar o Liceu. Mais tarde acabou a sua formação na área comercial na Suiça, numa Escola privada e na Universidade de Lausanne. Trabalhou nas empresas comerciais fundadas pelo seu pai durante mais de 20 anos. Em 2010, já a residir em Lisboa, inscreveu-se num curso de fotografia e fotojornalismo, que completou durante 3 anos e nunca mais largou a fotografia. Ficou a trabalhar com Luiz Carvalho como assistente de realização no programa Fotografia Total da TVI24 e Fotobox da RTP3 ao longo de mais de 4 anos. Fotógrafa, de direita e apaixonada por política, regista e acompanha os mais diversos eventos do CDS. Tem 3 filhos e espera em breve vir a ser avó.

Deixe um comentário. Acreditamos na responsabilização das opiniões. Os comentários anónimos ou de identificação confusa são apagados, bem como os que contenham insultos, desinformação, publicidade, contenham discurso de ódio, apelem à violência ou promovam ideologias de menorização de outrém.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.